Conheça as principais ameaças pela falta de um plano sólido de Segurança da Informação

As informações da sua empresa estão em diversos lugares e a segurança depende de alguns fatores que devem ser monitorados por uma empresa especializada em Segurança da Informação. Para tal objetivo, é necessário entender quais são os riscos e as vulnerabilidades encontradas no cenário atual.

Essas palavras possuem dois conceitos diferentes. A vulnerabilidade é a condição que, quando procurada por um invasor, pode originar uma violação de segurança. Já o risco, é a chance de uma ameaça encontrar uma brecha na vulnerabilidade em um determinado ativo, comprometendo a sua segurança.

Para que você entenda cada um deles, seguem abaixo alguns exemplos práticos:

RISCOS VULNERABILIDADES
Prejuízos à sua imagem Falta de atualização no software
Perda de dados Brechas na configuração
Vazamento de Informações Uso incorreto da rede
Falta de disponibilidade dos serviços Fragilidade pela complexidade do sistema
Déficit financeiro Acesso aberto aos arquivos da empresa

Quais são as principais intervenções maliciosas à sua empresa?

Sistemas conectados à internet possuem diversos riscos, que podem vir de atacantes criminosos, espiões, vândalos, entre outros. Confira como a informação da sua empresa pode ser acessada por indivíduos externos:

Ataque

Esforço de entrada ou uso não autorizado de um serviço, rede ou computador.

Exploit

Programa malicioso feito para encontrar vulnerabilidades existentes em um programa de computador.

• Código Malicioso

Programas criados para executar ações perigosas em um computador como vírus, bot, spyware, entre outros.

Saiba quais são os tipos de ataques mais comuns

É vital que haja uma conscientização dentro da empresa para que os colaboradores possam identificar as diversas investidas externas. Crie uma cartilha educativa, exemplificando cada espécie de risco:

• Invasão

Violação efetiva que proporciona o acesso às informações em um computador.

Escuta de tráfego

Inspeção de dados por meio de programas maliciosos específicos.

Defacement ou ataque ao site

Modificação da página de um site na internet.

• Varredura de rede

Efetivação de buscas minuciosas na rede, em busca de vulnerabilidades em serviços ou programas.

• Engenharia social

Indução para que o usuário possa realizar alguma ação, como a instalação de aplicativo ou clique em um link.

• Busca exaustiva de chave

Verificação automática de todas as possíveis chaves e senhas de um dado criptografado.

DDoS (Distributed Denial of Service)

Invalidação por sobrecarga, quando um computador mestre deixa sob seu comando outros computadores, que são chamados de zumbis. O objetivo é tornar o sistema atacado indisponível.

A importância da Gestão de TI na Segurança da Informação

Uma parte dos problemas provocados por invasores tem origem na falta de investimento em tecnologia e na manutenção de programas e sistemas. Todavia, há outros que são advindos da má utilização dos usuários em relação à rede. Além de ter um suporte de TI, você deve investir na Gestão de TI.

A Segurança da Informação só estará completa quando há a junção desses dois serviços na sua empresa. É necessário, por exemplo, criar uma Política de Segurança, conscientizando os colaboradores. Se não há regras, não ocorre a proteção dos dados e informações do seu negócio.

Baixe grátis nosso e-book completo

GESTÃO DE TI NOS ESCRITÓRIOS DE ADVOCACIA

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Assine nossa newsletter para ficar por
dentro das nossas novidades.